Como funcionam os motores de busca?

Como funcionam os motores de busca?

Embora seja uma questão de segundos entre pesquisar determinadas palavras e receber milhares e milhares de resultados em resposta a essa pesquisa, o funcionamento dos motores de busca como o Google ou o Bing é algo verdadeiramente complexo e, ainda para mais, em constante alteração.

Eles valem-se e baseiam o seu funcionamento nos seus "misteriosos" algoritmos que analisam um infindável número de fatores para determinar quais os resultados mais relevantes para a pesquisa efetuada.

os “spiders” do motor de busca percorrem tudo (sim, tudo) o que existe na internet, todos os sites existentes, todas as suas páginas e todas as palavras que existem em cada uma delas, através da leitura de todo o código de desenvolvimento dos websites. 

Numa explicação simples, tudo começa com os “spiders” ou “bots” do motor de busca que, basicamente, percorrem tudo (sim, tudo) o que existe na internet, todos os sites existentes, todas as suas páginas e todas as palavras que existem em cada uma delas, através da leitura de todo o código de desenvolvimento dos websites. Assim, os motores de busca conseguem saber com exatidão o conteúdo de qualquer página. A partir daí, valendo-se de um conjunto vasto de fatores, muitos deles até desconhecidos e que não são revelados, os motores de busca vão definir quais as páginas que são mais relevantes para a pesquisa que acabamos de efetuar. Percorrendo e analisando todo o texto do site, concluem qual a correspondencia entre o conteúdo existente e a pesquisa que foi efetuada, e quantas vezes os termos pequisados ou seus sinónimos aparecem ao longo do site, determinando assim a sua relevância. O facto destas palavras-chave aparecerem no título da página, no endereço do site ou num pequeno parágrafo no meio do texto vai tudo ser valorizado de forma diferente pelos motores de busca, o que contribuirá para a posição final que vamos ter na página de resultados.

(...) os motores de busca vão definir quais as páginas que são mais relevantes para a pesquisa que acabamos de efetuar. Percorrendo e analisando todo o texto do site, concluem qual a correspondencia entre o conteúdo existente e a pesquisa que foi efetuada, e quantas vezes os termos pequisados ou seus sinónimos aparecem ao longo do site, determinando assim a sua relevância.

Para além de analisarem os conteúdos que existem dentro de cada site, é também dada grande importância às ligações que existem entre diferentes sites, nomeadamente a quantidade de links externos que remetem para o nosso site, sendo que cada link é visto como um 'voto', interpretado pelo motor de busca como um sinal de que temos relevância e bons conteúdos. No entanto, nem todos os links dão um contributo positivo e é preciso ter cuidado com os sites que nos estão a linkar, pois, por vezes, termos muitos sites de pouca relevância com um link nosso será prejudicial, e mais vale ter 'poucos mas bons'.

São centenas, os factores que regem o funcionamento dos search engines, mas ficou acima uma boa sintese do mesmo.

Assim, para melhorarmos a nossa posição nos motores de busca devemos apostar fortemente na otimização do nosso website em todos os aspectos, tanto on-page como off-page, tendo em conta os termos e pesquisas mais relevantes para a área respetiva ao nosso site, para assim sermos vistos, aos olhos de search engines como o Google, como tendo bastante relevância e então surgirmos nos primeiros lugares.

A Otimização para Motores de Busca – SEO - é um trabalho fundamental para o sucesso de qualquer website dado que, qualquer que seja a categoria, estaremos a competir com milhões de outros sites e estudos mostram que 90% dos cliques acontecem nos resultados que surgem na 1ª página de resultados do motor de busca.

Contacte-nos e otimize o seu site para atingir muito mais clientes.

artigos relacionados » ver todos